Com força total!

Depois de uma longa licença maternidade, estou retomando as atividades de coach em tempo integral. E, para comemorar, quero oferecer para 2 clientes o processo de Coaching de 12 sessões com preço promocional. Condições: atendimento de 5ª à tarde e no Brooklin.

Interessados: favor entrar em contato por mensagem, e-mail ou whatsapp.

A mente empreendedora

Há pessoas que começam um processo de Coaching porque querem se preparar para ter seu próprio negócio. Outras querem alavancar a carreira dentro de uma grande corporação. Será que existe algo em comum entre duas escolhas profissionais tão distintas?

Muita gente acha que o empreendedor é uma pessoa especial, que tem ideias mirabolantes e que gosta de risco. Será?

Continue reading »

Comunicação Não-Violenta

Será que se mudarmos nossa forma de comunicação conseguiremos criar um impacto positivo em nossas relações?

A “Comunicação Não-Violenta” é um método de comunicação estudado e pesquisado por Marshall Rosenberg. Segundo ele, o objetivo da comunicação deve ser a conexão entre seres humanos e isso pode ser conseguido não apenas ouvindo o que a outra pessoa diz mas buscando se conectar ao que esta pessoa sente e quais necessidades ela precisa atender.

Continue reading »

Anulando os efeitos do stress crônico

O stress faz parte da vida, mas quanto stress é demais? É possível anular os efeitos negativos do stress?

O Professor Richard E. Boyatzis e seu colega da Case Western University, Melvin Smith, estudam o efeito do stress na performance de líderes. Eles se interessam, em particular, pelo que chamam de stress crônico: o stress causado por eventos de médio impacto e que acontecem frequentemente.

Normalmente estes eventos stressores atendem a pelo menos uma das condições abaixo:

Continue reading »

Reconhecimento nas empresas

O que todo funcionário quer? Reconhecimento. Pelo menos nos EUA, segundo uma pesquisa do Cicero Group com 980 participantes entre 25 e 65 anos.

A pergunta era: o que motivaria você a fazer um ótimo trabalho? Entre 9 categorias apresentadas, incluindo promoção e aumento salarial, a campeã com 37% das respostas foi “ser reconhecido”.

Continue reading »

Perseverando

É possível desenvolver a força de vontade? Dá para ensinar alguém a ser mais perseverante?

O psiquiatra Martin Paulus (University of California, San Diego) busca responder a estas perguntas. Ele realizou estudos para verificar se há diferença no cérebro de perseverantes (maratonistas, combatentes da Marinha, praticantes de esporte de aventura etc.) e de pessoas “normais”. Para isso, comparou o fluxo de sangue no cérebro destas pessoas quando submetidas ao stress.

Continue reading »

Como está o seu humor?

Você está desanimado com as notícias que está lendo e com as previsões para a economia? Está sem esperança, se sentindo abatido? Pois saiba que isto pode estar prejudicando sua carreira.

Existem inúmeros estudos que correlacionam o humor dos colaboradores com seu desempenho no trabalho. No geral, quem se sente feliz apresenta maior produtividade, é mais criativo e tem mais chances de sucesso.

Continue reading »

O inimigo pode estar bem mais perto do que pensamos…

Os autossabotadores são fatores internos que dificultam e até impossibilitam a nossa jornada na busca por um objetivo.

Uma ex-cliente me procurou para ajudá-la com seu sonho de empreender. Em um determinado momento do processo, ela elaborou um plano financeiro bem rigoroso para ter uma reserva e dispor de certa segurança no começo da nova fase. De fato, ela conseguiu reduzir consideravelmente diversos gastos mas alguns ainda “escapavam”.

Continue reading »

Multitarefa

Você assiste tv enquanto atualiza o face e fala no whatsapp com várias pessoas ao mesmo tempo? Pois saiba que ser multitarefa pode estar te prejudicando.

Clifford Nass e alguns colegas de Stanford estudaram multitaskers, ou pessoas multitarefas, em relação ao uso de mídias. Eles concluíram que pessoas habituadas a usar várias mídias ao mesmo tempo apresentam pior desempenho ao:

Continue reading »

Ninguém nasce sabendo

Tenho um cliente que está desempregado e sentindo muito desânimo só em pensar em retomar a carreira. Ele está se preparando para começar a busca por emprego e, ao mesmo tempo, querendo explorar novas possibilidades.

Ele me comentou que sempre quis trabalhar com crianças mas nunca investiu nisso, que apesar de gostar muito, “não leva jeito”. Pedi um exemplo e ele me relatou que certo dia foi brincar com o filho de um amigo e que foi tão mal naquela brincadeira, segundo ele, que a criança disse: “tio, deixa que eu te mostro como se faz”.

Continue reading »